+
+
cadupoles:


Pelo dito popular: quem ri por último, ri melhor.
E rimos, muito, muito melhor. De forma inconteste e invicta. Não há sequer algum comentário contra, algum choro mal resolvido. Nada. Corinthians calou o Boca e as milhões de outras Bocas cuja alegria era relembrar-nos da falta do título da América.
O Corinthians valorizou muito a Libertadores. Só por isso valia muito. Porque não a tínhamos. Os não corinthianos - quem nos apelidaram de Timão quando o Garrincha veio jogar por nós - frequentemente declaravam: “como o Corinthians não tem uma Copa Libertadores?”.
Pois o dia do Nunca chegou. Dia 4 de julho de 2012. Dia da conquista da América pelo S.C.Corinthians Paulista. O ÚNICO clube que estava na fila há 102 anos mesmo a libertadores tendo apenas 52 anos e sua primeira participação foi em 77. A fila real foi de 35 anos. Essa inveja é o que eu gosto nos antis: exagerar e criar regras que só cabem e valem ao Corinthians.
E não foi somente de forma invicta. Sofreu apenas 4 gols, tirando o Santos de Neymar e o Boca de Riquelme, recém-aposentado. Ou seja, o “nunca serão” agora fica por nossa conta. Algo com gosto do feitiço contra o feiticeiro.
Quis o destino que fosse assim. Quis o destino que a primeira Copa Libertadores do Corinthians fosse a melhor de todas. Memorável. O Boca do tempo do Pelé não tinha Maradona, nem Riquelme. E o Santos do Pelé era anos-luz melhor que qualquer time do mundo na época. Resumindo, a melhor campanha da história da Libertadores de um clube brasileiro. Não tinha Newels-porra-nenhuma, nem Once-casa-do-caralho, foi o Vasco da Gama, Santos e Boca Jrs, o supercampeão.
Era o título que faltava, que o Corinthians “devia” à Fiel e ao grande, espetacular e incomparável templo chamado Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu.
Todo esse grupo será eternizado em nossas memórias. Não se pode esquecer do fenômeno Ronaldo, que na minha opinão, divide a história do Corinthians como a.R e d.R (antes e depois de Ronaldo). Tampouco se pode esquecer a administração anterior que tinha o Andrés e o Mário Gobbi, hoje presidente - como diretor de futebol. A estrutura que temos hoje, o futuro estádio, a rede de lojas oficiais e até a forma de jogar faz do Corinthians não só o melhor, mas o mais “Europeu” dos clubes brasileiros.
Ontem o Brasil e o mundo pararam para ver a final da Libertadores. Para ver o Corinthians. Todos os Corinthianos ao redor do mundo parando tudo para ver o jogo. Repercussão internacional da Fiel. Em Sampa, era comparável apenas à Copa do Mundo e Reveillon. A cidade tomada por Corinthianos de todo o Brasil. Houve quem pagasse milhares de dezenas de reais para ver o Timão em campo.
Obviamente onde há álcool, a educação brasileira e a nossa polícia, há tumulto. Várias ocorrências registradas. Mas nada de Av. Paulista totalmente destruída como fizeram Bambis e Porcos em suas conquistas.
Valeu à pena esperar. Valeu à pena chorar, xingar, gritar, torcer e sofrer por ti Corinthians. Nosso grito foi mais alto. Nosso riso, o melhor. Nossa torcida, implacável. Nosso Corinthians, O MAIOR.
Como se não bastasse, fomos campeões de tudo SEM ESTÁDIO.
Chupa.

cadupoles:

Pelo dito popular: quem ri por último, ri melhor.

E rimos, muito, muito melhor. De forma inconteste e invicta. Não há sequer algum comentário contra, algum choro mal resolvido. Nada. Corinthians calou o Boca e as milhões de outras Bocas cuja alegria era relembrar-nos da falta do título da América.

O Corinthians valorizou muito a Libertadores. Só por isso valia muito. Porque não a tínhamos. Os não corinthianos - quem nos apelidaram de Timão quando o Garrincha veio jogar por nós - frequentemente declaravam: “como o Corinthians não tem uma Copa Libertadores?”.

Pois o dia do Nunca chegou. Dia 4 de julho de 2012. Dia da conquista da América pelo S.C.Corinthians Paulista. O ÚNICO clube que estava na fila há 102 anos mesmo a libertadores tendo apenas 52 anos e sua primeira participação foi em 77. A fila real foi de 35 anos. Essa inveja é o que eu gosto nos antis: exagerar e criar regras que só cabem e valem ao Corinthians.

E não foi somente de forma invicta. Sofreu apenas 4 gols, tirando o Santos de Neymar e o Boca de Riquelme, recém-aposentado. Ou seja, o “nunca serão” agora fica por nossa conta. Algo com gosto do feitiço contra o feiticeiro.

Quis o destino que fosse assim. Quis o destino que a primeira Copa Libertadores do Corinthians fosse a melhor de todas. Memorável. O Boca do tempo do Pelé não tinha Maradona, nem Riquelme. E o Santos do Pelé era anos-luz melhor que qualquer time do mundo na época. Resumindo, a melhor campanha da história da Libertadores de um clube brasileiro. Não tinha Newels-porra-nenhuma, nem Once-casa-do-caralho, foi o Vasco da Gama, Santos e Boca Jrs, o supercampeão.

Era o título que faltava, que o Corinthians “devia” à Fiel e ao grande, espetacular e incomparável templo chamado Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu.

Todo esse grupo será eternizado em nossas memórias. Não se pode esquecer do fenômeno Ronaldo, que na minha opinão, divide a história do Corinthians como a.R e d.R (antes e depois de Ronaldo). Tampouco se pode esquecer a administração anterior que tinha o Andrés e o Mário Gobbi, hoje presidente - como diretor de futebol. A estrutura que temos hoje, o futuro estádio, a rede de lojas oficiais e até a forma de jogar faz do Corinthians não só o melhor, mas o mais “Europeu” dos clubes brasileiros.

Ontem o Brasil e o mundo pararam para ver a final da Libertadores. Para ver o Corinthians. Todos os Corinthianos ao redor do mundo parando tudo para ver o jogo. Repercussão internacional da Fiel. Em Sampa, era comparável apenas à Copa do Mundo e Reveillon. A cidade tomada por Corinthianos de todo o Brasil. Houve quem pagasse milhares de dezenas de reais para ver o Timão em campo.

Obviamente onde há álcool, a educação brasileira e a nossa polícia, há tumulto. Várias ocorrências registradas. Mas nada de Av. Paulista totalmente destruída como fizeram Bambis e Porcos em suas conquistas.

Valeu à pena esperar. Valeu à pena chorar, xingar, gritar, torcer e sofrer por ti Corinthians. Nosso grito foi mais alto. Nosso riso, o melhor. Nossa torcida, implacável. Nosso Corinthians, O MAIOR.

Como se não bastasse, fomos campeões de tudo SEM ESTÁDIO.

Chupa.

“Foi bom enquanto durou, e durou enquanto tava sendo bom..
Mas acabou, desculpa aí mais acabou, seu nêgo não tá mais debaixo do seu edredom.”
- Projota

Foi bom enquanto durou, e durou enquanto tava sendo bom..

Mas acabou, desculpa aí mais acabou, seu nêgo não tá mais debaixo do seu edredom.”

- Projota

+
Família o simples significado dessa palavra se torna um tufão em nossas vidas é como um sinônimo de ódio e amor ao mesmo tempo,um meio de brigas e caricias a todo momento.Família é muito mais que pai,mãe e irmão é simplesmente AMOR. É a nossa fortaleza do mundo lá fora,é o nosso alívio de quando estamos angustiados,nosso pedaço do céu dentro de nossas próprias casas,família é a nossa base para o nosso futuro.
Maria Paula Lemes 

Família o simples significado dessa palavra se torna um tufão em nossas vidas é como um sinônimo de ódio e amor ao mesmo tempo,um meio de brigas e caricias a todo momento.Família é muito mais que pai,mãe e irmão é simplesmente AMOR. É a nossa fortaleza do mundo lá fora,é o nosso alívio de quando estamos angustiados,nosso pedaço do céu dentro de nossas próprias casas,família é a nossa base para o nosso futuro.

Maria Paula Lemes 


Você já se sentiu como estivesse desmoronando? Você já se sentiu deslocado? Como se você não se encaixasse e ninguém te entende? Você sempre quer fugir? Você se tranca em seu quarto, Com o rádio ligado tão alto, Que ninguém te ouve gritar? 
- Simple Plan

Você já se sentiu como estivesse desmoronando? Você já se sentiu deslocado? Como se você não se encaixasse e ninguém te entende? Você sempre quer fugir? Você se tranca em seu quarto, Com o rádio ligado tão alto, Que ninguém te ouve gritar? 

- Simple Plan

"As lagrimas não são simples gotas de água, vêm da alma, da dor que sente tua alma e seu coração quando teu amor se cansa de lutar, quando tua alma chora interiormente e há um mar imenso que sai pelo seu reflexo, pelos olhos que são o espelho da alma. É difícil agüentar tanta dor, tanta mentira, tanta decepção, tantos sonhos quebrados, tantas ilusões pisoteadas, aquele amor frustrado, carícias perdidas, tanta injustiça, e tantas feridas que doem como uma espada atravessando o coração. E dói tanto interiormente. Mas por fora… Você deve ter um sorriso materializando a falsa alegria porque poucas coisas te fazem sorrir quando tua alma esta esgotada, mas há uma luz que nunca se apaga porque segue viva a esperança!"
Dulce Maria

"As lagrimas não são simples gotas de água, vêm da alma, da dor que sente tua alma e seu coração quando teu amor se cansa de lutar, quando tua alma chora interiormente e há um mar imenso que sai pelo seu reflexo, pelos olhos que são o espelho da alma. É difícil agüentar tanta dor, tanta mentira, tanta decepção, tantos sonhos quebrados, tantas ilusões pisoteadas, aquele amor frustrado, carícias perdidas, tanta injustiça, e tantas feridas que doem como uma espada atravessando o coração. E dói tanto interiormente. Mas por fora… Você deve ter um sorriso materializando a falsa alegria porque poucas coisas te fazem sorrir quando tua alma esta esgotada, mas há uma luz que nunca se apaga porque segue viva a esperança!"

Dulce Maria

Lutar por seus sonhos contra o mundo indiferente já é uma vitória. Fracasso, é um fantasma do qual não devemos ter medo. E estratégia é a palavra que mostrará que os limites são impostos pelo nosso próprio pensamento. 

Lutar por seus sonhos contra o mundo indiferente já é uma vitória. Fracasso, é um fantasma do qual não devemos ter medo. E estratégia é a palavra que mostrará que os limites são impostos pelo nosso próprio pensamento. 

+
»